Início / DIGITAL / Gráfica Santa Genoveva investe em tecnologia digital para rótulos com aquisição da Tau 330

Gráfica Santa Genoveva investe em tecnologia digital para rótulos com aquisição da Tau 330

Fundada em 1995 em Jundiaí, SP, a Gráfica Santa Genoveva iniciou suas atividades com foco na impressão offset. Contudo, vislumbrando oportunidades de mercado, e para atender à crescente demanda por etiquetas, passou a se dedicar também à impressão flexográfica – hoje, responsável por aproximadamente 65% do faturamento da empresa.

Ao longo dos anos, a gráfica passou por um crescimento contínuo – do primeiro prédio onde, até hoje, funciona a estrutura de produção offset – expandiu-se para um segundo galpão (que abrigava o parque flexográfico) e agora, possui uma nova estrutura unicamente para a impressão de rótulos e etiquetas, inaugurada em 2019.

Dando sequência a essa história de inovações, a Santa Genoveva também está anunciando o investimento em seu primeiro modelo de impressão digital para rótulos adesivos, a Tau 330, da Durst.

“Analisamos a possibilidade de investir em um equipamento digital desde 2015, quando vimos a tecnologia em Bruxelas. Procurávamos uma solução juntamente com sistema de corte laser e a oportunidade veio quando finalizamos nosso novo prédio no ano passado e fechamos negócio com a Durst”, explica Eduardo Torelli Rigolo, proprietário da gráfica. (Eduardo Torelli Rigolo, à esq. na foto destaque, e Fernando Bortolim, à direita).

Justificando a escolha da tecnologia Tau 330, Eduardo explica que a versatilidade do equipamento e a presença local da estrutura da Durst por meio da Durst Brasil foram fundamentais.

“O equipamento Durst nos apresentou mais versatilidade para o tipo de trabalho que precisávamos. Além disso, a Tau 330 possui um funcionamento mais simples, o que nos dá um ganho operacional”, destaca. “A qualidade da máquina é indiscutível e a possibilidade de imprimirmos vários trabalhos em linha com mínimo tempo de acerto nos dá flexibilidade e agilidade.”

Quanto à estrutura local da Durst, Eduardo ressalta: “Conhecer a sede da Durst no Brasil nos deu confiança de investir. Visitei o escritório deles em Campinas, que é muito perto de nós. Essa proximidade também nos deu segurança de que podemos ter atendimento muito rápido”, diz.

Por fim, Eduardo ressalta o quesito pessoal na escolha da marca Durst. “Somos atendidos pelo Fernando Bortolim há muitos anos. A equipe da Durst Brasil foi muito atenciosa conosco, o que nos assegurou que, de fato, tínhamos uma parceria.”

Já em funcionamento, a Tau 330 está produzindo rótulos para diversos segmentos: alimentício, automotivo, frutas, bebidas e, agora, com a pandemia, cosmético e álcool em gel.

Sobre Lúcia de Paula

Lúcia de Paula
Jornalista na Linha Fina Conteúdos Jornalísticos, com 30 anos de experiência, especializada em flexografia, atuando no setor desde 2005; autora do livro História da Flexografia no Brasil, editado pela Abflexo/FTA-Brasil, Scortecci Editora, em 2018.

Veja Também

Heidelberg faz campanha para destacar os equipamentos para acabamento de embalagens de sua parceira MK

A atual campanha da Heidelberg é voltada para as gráficas de embalagem e foca em …