Início / DIGITAL / Two Sides Brasil começa 2020 com nova campanha: # Papel Não Desmata

Two Sides Brasil começa 2020 com nova campanha: # Papel Não Desmata

Two Sides começa 2020 lançando a campanha #PapelNãoDesmata, para reforçar a nossa principal mensagem, a ser comunicada amplamente. Com mensagens complementares, vamos informar também que papel, cartão e papelão são oriundos de fonte renovável, são recicláveis, biodegradáveis e, portanto, opções altamente sustentáveis para comunicação e embalagem.

“Nosso objetivo é melhorar a percepção das pessoas quanto à sustentabilidade da mídia impressa e aumentar a conscientização sobre a silvicultura responsável que apoia a indústria de impressão e papel” afirma Fabio Arruda Mortara – country manager de Two Sides Brasil.

Muita gente ainda acredita que o uso de papel promove o desmatamento, quando é justamente o contrário. No Brasil, todas as árvores para produção de celulose e papel são plantadas para essa finalidade. Portanto, quanto mais papel for produzido, mais árvores vão existir!

Com o lançamento da campanha #PapelNãoDesmata, queremos que mais e mais pessoas saibam que papel não desmata e que temos ótimas razões para amar papel e a comunicação impressa.

Conforme artigo do diretor técnico de Two Sides Brasil, Manoel Manteigas de Oliveira, no Brasil as árvores usadas como matéria prima para celulose e papel são principalmente o eucalipto e, em menor quantidade, o pinus. O eucalipto é australiano e o pinus é norte-americano. Não há essas espécies nas matas nativas brasileiras. Essas árvores só existem aqui se forem plantadas. Para crescer, elas retiram carbono da atmosfera, ajudando a amenizar o efeito estufa e as mudanças climáticas. Temos hoje 2,7 milhões de hectares de plantações de árvores para papel. São cerca de três bilhões de árvores que estão ajudando a melhorar o meio-ambiente. Essa área é muito pequena: 0,32% do território nacional e menos de 1% das áreas utilizadas para atividades agropecuárias.

“O papel é intensamente reciclado. No Brasil, segundo a Associação Nacional dos Aparistas – ANAP – a taxa de reciclagem chegou a 68,7% em 2018. E o que não é reciclado, se for descartado corretamente nos aterros sanitários, tem impacto ambiental mínimo porque é biodegradável.

Não há provas de que a mídia eletrônica seja melhor para o meio ambiente. Os equipamentos eletrônicos são de difícil reciclagem e descarte. Os centros de computação (a famosa “nuvem”) consomem imensas quantidades de energia e são responsáveis indiretamente por grande emissão de CO2. Segundo a Yale University, esses centros já consomem 2% de toda a energia mundial e essa taxa cresce rapidamente. Além disso, produzem tanto CO2 quanto o segmento de aviação. Por outro lado, há fortes evidências de que o papel é uma mídia mais sustentável em termos ambientais”, completa o diretor.

Assim, a campanha pede aos interessados em apoiar, que se juntem pela valorização da impressão, do papel e das embalagens de papel, sendo membro de Two Sides.

Hashtags: #PapelNãoDesmata e #AmarPapel

Para saber mais sobre a comunicação impressa e o papel, siga a Two Sides nas redes sociais ou inscreva-se para receber a newsletter http://www.twosides.org.br/

Sobre a Two Sides

Two Sides é uma organização global, sem fins lucrativos, criada em 2008 por membros das indústrias de celulose, papel e comunicação impressa. Two Sides promove a produção e o uso responsável da impressão e do papel, bem como esclarece equívocos comuns sobre os impactos ambientais da utilização desse recurso. O papel, por ser proveniente de florestas certificadas e gerenciadas de forma sustentável, é um meio de comunicação excepcionalmente poderoso, de fonte renovável, reciclável e biodegradável.

Fonte: Equipe Two Sides

 

Sobre Lúcia de Paula

Lúcia de Paula
Jornalista na Linha Fina Conteúdos Jornalísticos, com 30 anos de experiência, especializada em flexografia, atuando no setor desde 2005; autora do livro História da Flexografia no Brasil, editado pela Abflexo/FTA-Brasil, Scortecci Editora, em 2018.

Veja Também

FlowFlexo com Ronaldo Guerra Diretor da TPG – Serviços Gráficos Especializados

Neste FlowFlexo com o Ronaldo Guerra, dono da TPG Clicheria, fala sobre sua trajetória na …